,

Artigos

Principais Patologias Precoces em Obras (publicado aos 29/06/2012)

Publicado em: 29/06/2012

Em seminário realizado pela PINI no Hotel Renaissance em São Paulo na última terça-feira (26), cerca de 350 profissionais de todo país ouviram de especialistas os conselhos para evitar os principais problemas de obra que acometem o setor desde o boom imobiliário. Em meio à corrida para dar conta da multiplicação dos empreendimentos, agravada pela falta de mão de obra, diversas construtoras em todo país enfrentam um número elevado de reclamações por defeitos precoces de obra. O seminário organizado pela PINI debateu os problemas observados recentemente na execução de estruturas, fechamentos internos e externos, revestimentos e outras etapas da obra. O pesquisador do Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo (IPT-SP) e professor Ercio Thomaz enumerou e classificou uma série de problemas como desagregação do concreto; abertura de fôrmas provocando bicheiras; uso de lajes muito delgadas expondo armaduras de fundo e outros problemas. "A racionalização excessiva do processo estrutural debilitou muito, em alguns casos, o desempenho das estruturas, expondo problemas precoces gravíssimos", alerta o pesquisador. "Depois do boom e a pressa em entregar os empreendimentos, com ciclos de concretagem pouco racionais, esses problemas se agravaram bastante", diz. A também professora Mércia Bottura de Barros, especialista em revestimentos...